Escutar: verbo.  "tornar-se ou estar atento para ouvir; dar ouvidos a; aplicar o ouvido com atenção para perceber ou ouvir…"

Escutar: verbo.  "tornar-se ou estar atento para ouvir; dar ouvidos a; aplicar o ouvido com atenção para perceber ou ouvir…"

Escutar: verbo.  "tornar-se ou estar atento para ouvir; dar ouvidos a; aplicar o ouvido com atenção para perceber ou ouvir…"

Escutar: verbo.  "tornar-se ou estar atento para ouvir; dar ouvidos a; aplicar o ouvido com atenção para perceber ou ouvir…"

Escutar: verbo.  "tornar-se ou estar atento para ouvir; dar ouvidos a; aplicar o ouvido com atenção para perceber ou ouvir…"

Escutar: verbo.  "tornar-se ou estar atento para ouvir; dar ouvidos a; aplicar o ouvido com atenção para perceber ou ouvir…"

Escutar: verbo.  "tornar-se ou estar atento para ouvir; dar ouvidos a; aplicar o ouvido com atenção para perceber ou ouvir…"

Escutar: verbo.  "tornar-se ou estar atento para ouvir; dar ouvidos a; aplicar o ouvido com atenção para perceber ou ouvir…"

Escutar: verbo.  "tornar-se ou estar atento para ouvir; dar ouvidos a; aplicar o ouvido com atenção para perceber ou ouvir…"

Escutadores

ESCUTADORES é um ciclo de programação de teatro narrativo e/ou narração oral voltada para o território e visa sobretudo formar público, por isso a articulação com os agentes locais é fundamental, sendo também um factor que o distingue de outras programações.

Actuar num território limítrofe com pouca resposta cultural, numa das freguesias mais populosas de Lisboa, demograficamente diversa e geograficamente díspar, implica dar prioridade à articulação com a Junta de Freguesia e os seus objectivos para a cultura; bem como a todos os agentes locais comunitários e a movimentos cívicos.

Assume, igualmente, um maior protagonismo na cena teatral portuguesa no âmbito das novas dramaturgias, tanto no que diz respeito ao convite a escritoras/es para a criação de novos textos para as novas criações, quanto à própria lógica de programação, privilegiando espectáculos com dramaturgias autorais.

Entre 2008-12, a sua principal actividade incidiu na área da formação artística, gerindo o Espaço Evoé e na investigação teatral, desenvolvendo trabalhos sobre a palavra, o corpo e a narração.

Através da criação de parcerias com associações artísticas e com instituições de programação e de cidadania a Algures solidifica o seu trabalho, reforça a relação com o Alentejo e estende-se a outros territórios, sem descurar a sua cidade-sede, Lisboa.

Procura garantir o acesso das populações a actividades artísticas e tem uma preocupação acerca da descentralização da oferta cultural, promove a inclusão e a coesão social para um desenvolvimento equilibrado das comunidades que habitam os territórios urbanos, rurais e periféricos.

A Algures tende a aproximar-se cada vez mais da ideia romântica de companhia, onde cada interveniente tem uma responsabilidade específica, mas todos/todas/todes contribuem e potenciam o projecto como um todo, oferecendo as suas capacidades ao serviço da teia artística e cultural da qual fazemos parte.

Escutadores do Dia:
Aos de bicho carpinteiro
Aos musicais
Aos aflitos
Aos participativos
Aos que brincam, principalmente a esses.
Aos que escutam

Escutadores da Noite:
Aos ouvintes.
Aos que têm uma pulga atrás da orelha.
Aos de olhos curiosos e silenciosos sorrisos.
Aos caminhantes
Aos que andam espantados de existir
Aos que escutam.

Um novo projecto ALGURES de teatro narrativo:
Uma atividade gratuita e procura construir pontes de diálogo entre público e artistas numa perspectiva de fomento da sustentabilidade social.
A primeira edição teve um programa de luxo constituído apenas por mulheres que são referências nacionais e internacionais da narração oral portuguesa tais como Ana Sofia Paiva, Bru Junça, Cristina Taquelim e Claudia Fonseca. As apresentações para público familiar decorreram no período da manhã e da tarde na Quinta da Conchas e as apresentações direccionadas ao público adulto decorreram no período da noite, na Casa da Cidadania  –  Central Gerador.

Contacte-nos

Direção Artística

Susana Cecílio
aalgures@gmail.com

Produção

Comunicação